#PanAms2015: Brasil erra, mas conquista a medalha de bronze!

A Seleção Feminina Brasileira, que chegou aos Jogos Pan-Americanos como uma das principais equipes, favorita a medalha de prata, cometeu erros graves no solo, nas barras assimétricas e na trave, e acabou conquistando o bronze. As brasileiras estavam na última subdivisão, junto com as canadenses, que acabaram conquistando a medalha de prata. Os Estados Unidos ficaram com a medalha de ouro!

Solo

O Brasil começou sua jornada pelo pódio no seu melhor aparelho, mas cometeu dois erros graves. Lorrane Oliveira e Letícia Costa, as dua principais atletas do país nesse aparelho, acabaram caindo, não conseguindo. Daniele Hypolito, a ginasta mais experiente da Seleção, realizou a sua melhor apresentação nesse aparelho desde 2006. Flavia Saraiva, medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude ano passado, conquistou a maior nota nesse aparelho para o Brasil: 14.200. Nesse aparelho, a equipe somou 41.200. 

Salto

Após o solo, o Brasil foi para o salto. Considerado o segundo melhor aparelho do país, o Brasil passou bem, conquistando uma média de mais de 14 pontos no aparelho. Lorrane Oliveira saltou uma dupla pirueta, conseguindo um score de 14.750! Letícia Costa e Flavia Saraiva saltaram uma pirueta apenas. 43.200 foi a nota final no salto, a melhor pontuação do Brasil na competição!

Barra Assimétricas

O terceiro aparelho da final foi as barras assimétricas. Infelizmente, uma das melhores atletas do país nesse aparelho, Julie Kim, não competiu, devido a um pequeno problema de saúde. Daniele Hypolito e Flavia Saraiva conquistaram as maiores notas para o país nesse aparelho. Lorrane e Letícia falharam e não somaram nem 13 pontos. No total, 39.400. 

Trave

O último aparelho no qual o Brasil competiu foi a trave de equilíbrio, o aparelho mais difícil e mais perigoso dos quatro. Dani mais uma vez abriu a competição, com uma serie bastante consistente em cima do aparelho, acabou errando a saída, mas ainda assim sua nota foi validada para o somatório da equipe. Flavinha, mesmo quase caindo e perdendo uma sequência acrobática acabou conquistando a maior nota da competição nesse aparelho. Julie Kim, enfim, competiu. Apesar de uma serie imprecisa, a jovem ainda conseguiu 13.750 - nota que à classificou para a final desse aparelho. 

EFs e AA

A competição de hoje também serviu de classificação para as finais individuais, que acontecerá nos próximos dias. Confira:

AA
  • Flavia Saraiva (4º)
  • Daniele Hypolito (8º)
EFs

- Salto: Daniele Hypolito (7º)
- Trave: Flavia Saraiva (1º); Julie Kim (6º)
- Solo: Flavia Saraiva (3º); Daniele Hypolito (5º)

Confira os resultados detalhados aqui: site oficial da competição.

4 comentários:

  1. Lorrane dos Santos que conseguiu a maior nota, e foi 14.750

    ResponderEliminar
  2. Flavinha com QUINZE e 200 no solo uau, acho que não ein 14.200

    ResponderEliminar
  3. Dentro dos limites, foi uma boa participação, mas acho que não vai ser possível a classificação. Se Jade competir no mundial, não vai estar inteira. Ai já perdemos uma atleta regular. Flávia e Daniele talvez sejam regulares em, no máximo, três aparelhos. Jade em dois. Se Julie acertasse as barras, Lorrane o salto ou solo, e Letícia o salto, vá lá seria possível, mas tá difícil de acreditar.

    ResponderEliminar